Telefónica mostra interesse em comprar ativos de TV da AT&T na América Latina, dizem fontes

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016 21:20 BRST
 

(Reuters) - A Telefónica (TEF.MC: Cotações) demonstrou interesse em comprar os ativos de TV paga da AT&T (T.N: Cotações) na América Latina, que poderiam ser avaliados em cerca de 10 bilhões de dólares, de acordo com pessoas familiares com a questão. A AT&T comprou os ativos latino-americanos como parte de sua aquisição da DirecTV no ano passado. O negócio inclui serviços via satélite e a cabo no Brasil, Colômbia, Venezuela, Argentina e outros países.

A companhia de telecomunicações dos Estados Unidos ainda decidirá se vai explorar um negócio com a Telefónica ou outra companhia, disseram as pessoas familiares com o assunto.

Outras partes estão interessadas nos ativos da AT&T em países específicos, e a companhia poderia escolher dirigir vários processos de venda, disse uma das pessoas. Outro potencial comprador seria a Liberty Global (LBTYA.O: Cotações), adicionou essa fonte.

As fontes pediram para não ser identificadas porque as deliberações são confidenciais. A Telefónica e a AT&T recusaram-se a comentar. A Liberty Global não foi imediatamente encontrada para comentar. A AT&T possui cerca de 19 milhões de assinantes de TV paga nas Américas do Sul e Central, fazendo dela o maior player na região. Mas os lucros têm sido pressionados pela depreciação das moedas no Brasil e outros países latino-americanos.

A empresa detém cerca de 93 por cento da Sky Brasil, a maior provedora via satélite da maior economia da região. Ela detém a PanAmericana, que oferece serviços de TV via satélite sob a marca DirecTV em países incluindo Venezuela, Argentina, Chile, Colômbia e Porto Rico. Também é um acionista na SkyMexico, que é controlada pelo mexicano Grupo Televisa (TLVACPO.MX: Cotações). (Por Liana B. Baker e Malathi Nayak em Nova York; reportagem adicional de Andres Gonzalez em Madri)