China lança novo banco de desenvolvimento AIIB

sábado, 16 de janeiro de 2016 12:00 BRST
 

Por Sue-Lin Wong

PEQUIM (Reuters) - O presidente chinês, Xi Jinping, lançou um novo banco internacional de desenvolvimento visto como rival do Banco Mundial em cerimônia luxuosa neste sábado, conforme Pequim busca mudar as regras não escritas do financiamento global de desenvolvimento.

Apesar da oposição de Washington, aliados dos EUA incluindo Austrália, Grã-Bretanha, Alemanha, Itália, Filipinas e Coreia do Sul concordaram em se aliar ao Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB, na sigla em inglês), em reconhecimento à crescente influência econômica da China.

"As necessidades financeiras da Ásia por infraestrutura básica são absolutamente enormes", disse Xi em discurso durante o lançamento, acrescentando que o banco buscará investir em projetos de "alta qualidade, baixo custo".

Para a Ásia continuar sendo a região mais dinâmica para o crescimento global, ela precisa investir em infraestrutura e conectividade, disse o premiê, Li Keqiang, durante sessão da cerimônia de abertura.

O AIIB deve emprestar de 10 bilhões a 15 bilhões de dólares por ano pelos primeiros cinco ou seis anos e iniciará operações no segundo trimestre de 2016.

Mesmo assim, nenhum projeto de infraestrutura específico será anunciado "por enquanto", disse o presidente do AIIB, Jin Liqun, à Reuters, em intervalo do evento.

Um banco bem sucedido que se coloca separado do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI) seria um trunfo diplomático para a China, que se opõe a uma ordem financeira global que diz ser dominada pelos Estados Unidos, sem representar adequadamente os países em desenvolvimento.

(Reportagem adicional de Nathaniel Taplin)