Chefe de regulador acionário chinês ofereceu renúncia, dizem fontes

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 10:25 BRST
 

Por Benjamin Kang Lim e Kevin Yao

PEQUIM (Reuters) - O chefe do regulador chinês de capitais, Xiao Gang, ofereceu a própria renúncia, disseram fontes, após uma perceptível má gestão enxugar mais de 5 trilhões de dólares de capitalização dos mercados acionários de Xangai e Shenzhen desde seus picos em junho do ano passado.

Xiao, de 57 anos, apresentou sua renúncia como presidente da comissão reguladora de capitais da China na semana passada, após o mecanismo de "circuit breaker" para limitar as perdas do mercado acionário estabelecido por ele ser considerado culpado pela exacerbação de uma acentuada venda generalizada, disseram à Reuters uma fonte com laços com a liderança e uma fonte do setor financeiro. O "circuit breaker" foi desativado no dia 7 de janeiro, apenas três dias após sua introdução.

"A (liderança) central (do Partido Comunista) está extremamente descontente com Xiao Gang. E é certo que ele vai mudar de trabalho", disse a fonte próxima à liderança, acrescentado que era incerto para onde ele irá depois.

"Xiao Gang apresentou sua renúncia na semana passada", disse a fonte do setor financeiro.

Ambas as fontes pediram anonimato, pois não estavam autorizadas a falar com a imprensa.

Não é certo se o pedido de renúncia de Xiao foi aceito pelo governo. A comissão reguladora não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários.

(Reportagem adicional por Winni Zhou e Pete Sweeney)