Venda de aço no Brasil em dezembro cai 26% sobre um ano antes

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 11:29 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A venda de produtos siderúrgicos no Brasil em dezembro despencou 26 por cento sobre o mesmo período de 2014 e a produção recuou 6 por cento, apesar de crescimento de mais de 50 por cento nas exportações, informou nesta segunda-feira a entidade que representa o setor, IABr.

As usinas siderúrgicas venderam 1,123 milhão de toneladas de aço no Brasil em dezembro e a produção somou 2,462 milhões de toneladas, menor nível mensal desde dezembro de 2010, em meio à retração da economia que tem feito usinas como CSN e Usiminas decidirem por paradas de alto-fornos no país.

O desempenho da produção só não foi pior porque as exportações de dezembro saltaram para 1,558 milhão de toneladas em dezembro, maior nível mensal desde pelo menos 2009, segundo os dados disponíveis no IABr. Já as importações recuaram 46 por cento, para 115 mil toneladas.

Porém, o valor das exportações brasileiras no mês passado caiu 15,8 por cento sobre o mesmo período de 2014, para 546 milhões de dólares, sinalizando o aumento dos volumes de produtos semiacabados, que mais que dobraram para 1,149 milhão de toneladas.

Com o desempenho de dezembro, a indústria siderúrgica brasileira teve queda de 1,9 por cento na produção, para 33,245 milhões de toneladas, impactada por queda de 9,2 por cento na produção de laminados. Já as vendas no mercado interno tiveram queda de 16,1 por cento, a 18,206 milhões de toneladas.

Para este ano, o IABr projeta queda de cerca de 4 por cento nas vendas internas de aço no Brasil, para 17,4 milhões de toneladas. A projeção, divulgada no final de novembro passado, porém, é baseada em uma estimativa de retração de 2,1 por cento do Produto Interno Bruto do país.

Nesta segunda-feira, a pesquisa Focus do Banco Central com economistas estima queda de 2,99 por cento do PIB em 2016.

(Por Alberto Alerigi Jr.)