CSN vai parar alto-forno em Volta Rendonda por 90 dias, diz fonte

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 13:42 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) decidiu paralisar para manutenção o alto-forno 2 da usina de Volta Redonda (RJ) por 90 dias a partir do próximo dia 24, informou uma fonte com conhecimento do assunto nesta segunda-feira.

"A partir do dia 24 que eles começam a fazer o procedimento de reduzir carga do alto-forno (...) Eles vão fazer manutenção por 90 dias", afirmou a fonte à Reuters, sob condição de anonimato.

Procurada, a CSN não comentou o assunto.

A empresa tem dois alto-fornos em operação na usina de Volta Redonda, sendo que o de número 2 pode produzir cerca de 1,8 milhão de toneladas por ano, ou 30 por cento da capacidade de produção de toda a unidade.

A companhia tinha informado no fim de dezembro que avaliava medidas para reduzir a produção de aço em 2016, diante do mercado interno em retração e medidas de proteção comercial nos Estados Unidos. A empresa demitiu neste mês 700 funcionários ligados à operação do alto-forno 2, segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense.

Perguntada como a CSN vai suprir clientes com a parada do forno, a fonte informou que a companhia tem "tem bastante bobina (de aço) estocada dentro da usina", mas não soube informar de imediato detalhes sobre volumes.

Às 13h41, as ações da CSN exibiam alta de 3,15 por cento, a 3,27 reais, enquanto o Ibovespa tinha queda de 0,76 por cento.

Mais cedo, o Intituto Aço Brasil (IABr) divulgou queda 26 por cento nas vendas de aço no país em dezembro sobre o mesmo período do ano anterior, a 1,123 milhão de toneladas. A produção teve queda de 6 por cento, a 2,462 milhões de toneladas, menor nível mensal desde dezembro de 2010.

(Por Alberto Alerigi Jr.)