Irã ordena impulso na produção de petróleo, Emirados Árabes vê prejuízo ao mercado

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 15:29 BRST
 

DUBAI (Reuters) - O Irã ordenou um aumento na produção de petróleo de 500 mil barris por dia (bpd) após a suspensão das sanções, noticiou a mídia oficial, e os Emirados Árabes Unidos, país que também é membro da Opep, alertaram que qualquer adição de petróleo atrasaria a recuperação do mercado.

Autoridades iranianas têm dito repetidamente nos últimos dias que já estão prontas para elevar a produção em meio milhão de bpd, despejando mais oferta em um mercado superabastecido que deteriorou os preços globais do petróleo. Teerã não esboçou o que isto significaria para as exportações, mas também já se comprometeu a aumentar a produção ainda mais nos próximos meses.

Omã, que não é membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), disse que não estava preocupado com a perspectiva de mais petróleo iraniano porque o mercado já estava inundado com oferta, mas disse que estava pronto para cortar a produção.

"O Irã é capaz de aumentar sua produção de petróleo em 500 mil barris por dia após a suspensão das sanções e a ordem para fazê-lo foi emitida hoje", afirmou o vice-ministro do Petróleo Rokneddin Javadi, que também lidera a Companhia Nacional Iraniana de Petróleo, segundo a agência de notícias estatal Shana.

Os Estados Unidos e a União Europeia revogaram no sábado as sanções que reduziram as exportações de petróleo do Irã em cerca de 2 milhões de bpd ante o auge do período pré-sanções em 2011 para pouco mais de 1 milhão de bpd.