Barbosa diz que melhora do crédito direcionado não contraria ação do BC para conter inflação

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 15:36 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, disse nesta segunda-feira não enxergar contradição no combate à inflação pelo Banco Central e, ao mesmo tempo, na melhoria de crédito direcionado pelo Executivo, ação que está sendo gestada pelo governo para estimular a economia.

Em coletiva a agências de notícias estrangeiras, Barbosa avaliou que é obrigação do governo melhorar as linhas de crédito direcionados, acrescentando que há volume de "liquidez substancial" no sistema financeiro brasileiro para esse fim, sem que haja necessidade de equalização por parte da União.

Segundo o ministro, essa melhoria deverá contemplar crédito direcionado a capital de giro para micro e pequenas empresas, crédito para exportação, para construção civil e para a agricultura. Ele se esquivou de dar mais detalhes em termos de volume e taxas.

"Isso a gente está avaliando pra ver como pode usar o espaço (fiscal) que já tem", afirmou.

O ministro também disse que a valorização do dólar em relação ao real torna alguns ativos brasileiros atraentes para o investidor externo. Barbosa avaliou ainda que, com o câmbio mais flexível na Argentina, deverá haver crescimento do comércio entre o país vizinho e o Brasil.

(Reportagem de Marcela Ayres e Alonso Soto)