Delta Air Lines tem lucro abaixo do esperado, mas vê melhora de margem

terça-feira, 19 de janeiro de 2016 15:46 BRST
 

Por Jeffrey Dastin

(Reuters) - A Delta Air Lines divulgou lucro do quarto trimestre levemente abaixo das expectativas de analistas nesta terça-feira, mas previu maior margem de lucro, uma vez que o combustível barato continua a ajudar seu resultado líquido.

A Delta afirmou que sua margem operacional ficará entre 18 e 20 por cento no primeiro trimestre, alta de cerca de 10 pontos sobre um ano antes graças à queda de 50 por cento nos preços de combustível e cortes de capacidade em resposta ao enfraquecimento da demanda.

O combustível costuma ser a despesa mais variável de companhias aéreas. As economias da Delta com combustível excederão 1,5 bilhão de dólares no primeiro trimestre, disse o analista do JPMorgan Jamie Baker em nota.

As ações da aérea subiam cerca de 4 por cento com a notícia, apesar de a Delta ter divulgado lucro ajustado de 926 milhões de dólares, ou 1,18 dólar por ação, pouco abaixo da estimativa média de analistas de cerca de 928 milhões de reais no quarto trimestre, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A meta sobre a margem parecia compensar preocupações de investidores sobre sua menor receita unitária em 2016. Por meses, o dólar forte reduziu o valor das vendas de aéreas norte-americanas no exterior medidas em dólares, e os ataques em Paris em novembro afetaram a demanda por viagens.

A Delta, terceira maior aérea dos Estados Unidos em capacidade, espera que a receita por passageiro, que compara as vendas de passagens com a capacidade de voos, caia entre 2,5 e 4,5 por cento no primeiro trimestre.

O recuo é "melhor do que muitos temiam", escreveu o analista do UBS Darryl Genovesi. No quarto trimestre, o indicador caiu 1,6 por cento.