Ações chinesas caem com aprovação de novas IPOs; Japão recua com força

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016 07:45 BRST
 

XANGAI/SYDNEY/HONG KONG (Reuters) - As ações chinesas caíram nesta quarta-feira, devolvendo parte dos ganhos de 3 por cento da sessão anterior, após o regulador do mercado aprovar uma nova onda de ofertas públicas iniciais de ações (IPO), enquanto no restante do continente as ações recuaram para uma nova mínima de quatro anos com a queda implacável do petróleo desferindo um novo golpe no apetite por risco dos investidores.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 1,51 por cento, enquanto o índice de Xangai teve baixa de 1,04 por cento.

Os mercados caíram apesar de o banco central chinês prometer na terça-feira a injeção de 600 bilhões de iuanes (91,22 bilhões de dólares) para ajudar a suavizar um aperto da liquidez esperado antes do Ano Novo Lunar no começo de fevereiro.

No restante da Ásia, as ações devolveram os pequenos ganhos de terça-feira. Às 7:36 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 2,9 por cento, recuando ao patamar mais baixo em quatro anos.

"A confiança parece estar extremamente negativa nas commodities no momento", disse o operador chefe do Asenna Wealth Solutions, Assad Tannous, em Sydney,

A desvalorização mais profunda foi no mercado acionário de Hong Kong, que recuou 3,82 por cento, sua maior queda diária desde o começo de agosto, com todos os seus 50 componentes no vermelho.

No Japão, o índice Nikkei fechou com forte queda, ficando 20 por cento abaixo do pico do ano passado, e se enquadrando na definição técnica de mercado pessimista.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 3,71 por cento, a 16.416 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 3,82 por cento, a 18.886 pontos.   Continuação...