Safra de café do Brasil pode subir 20% em 2016 e bater recorde, diz Conab

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016 10:45 BRST
 

SÃO PAULO/BRASÍLIA (Reuters) - A colheita de café do Brasil poderá crescer até 20 por cento em 2016 ante 2015, registrando um volume recorde, com uma melhoria das condições dos cafezais após regularização das chuvas e em um ano de alta no ciclo bianual de produtividade na maior parte das regiões do país, disse nesta quarta-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em sua primeira previsão para a nova temporada.

A safra do país foi estimada entre 49,13 milhões e 51,94 milhões de sacas, ante 43,24 milhões em 2015, ano bastante afetado por seca nas principais regiões cafeeiras.

Se confirmada a projeção mais elevada, será a maior safra da história, superando os 50,8 milhões de sacas colhidos em 2012, disse a Conab.

"As condições climáticas favoráveis nas principais regiões produtoras de arábica, aliadas ao ciclo de bienalidade positiva, favorecem as lavouras e justificam os ganhos de produtividade na maioria dos Estados, exceção do Paraná, e na Zona da Mata de Minas Gerais. Os maiores ganhos são observados na região do Triângulo mineiro, em São Paulo e no Sul/Centro-Oeste mineiro", destacou a Conab.

Para o arábica, variedade da qual o Brasil é o maior produtor e exportador mundial, a estimativa é de uma safra entre 37,74 milhões e 39,87 milhões de sacas, ante 32,05 milhões em 2015.

Para o robusta, café com maior concentração de cafeína, muito utilizado na fabricação de solúveis, a previsão é de uma colheita em 2016 entre 11,39 milhões e 12,08 milhões de sacas, ante 11,19 milhões em 2015.

"O café conilon (robusta) apresenta um ganho de produtividade entre 4,7 por cento e 11 por cento. As reduções observadas em Minas Gerais e Rondônia são compensadas pelos ganhos observados na Bahia (região do Atlântico)", afirmou a companhia, em seu relatório.

(Por Gustavo Bonato e Reese Ewing, em São Paulo, e César Raízer, em Brasília)

 
Sacas de café em Santos
10/12/2015 REUTERS/Paulo Whitaker