Ações chinesas e japonesas recuam com força

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016 07:43 BRST
 

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - As ações chinesas terminaram em baixa de cerca de 3 por cento nesta quinta-feira após uma sessão volátil, com o alívio pela estabilização dos mercado cambiais e pela injeção de liquidez pelo banco central sendo ofuscado pelo tombo dos mercados europeus e norte-americanos, enquanto na região os mercados devolveram seus ganhos com o preço do petróleo caindo mais.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 2,9 por cento, enquanto o índice de Xangai teve baixa de 3,2 por cento.

Os investidores têm estado nervosos com as depreciações do iuan recentemente e do dólar de Hong Kong contra o dólar norte-americano nesta semana, mas nesta quinta-feira ambas as moedas pareciam estáveis.

O mercado também foi beneficiado pelos movimentos do banco central para injetar liquidez no sistema bancário antes do Festival do Ano Novo Chinês no próximo mês.

Mas diante do pano de fundo sombrio dos mercados acionários globais, as ações chinesas devolveram os ganhos de mais cedo, ressaltando a fragilidade da confiança do investidor.

A bolsa japonesa terminou com queda de 2,4 por cento, depois do tombo de 3,7 por cento da sessão anterior.

Às 7:38 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,55 por cento, devolvendo os sólidos ganhos de mais cedo e depois de oscilar para dentro e fora do território negativo.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 2,43 por cento, a 16.017 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,82 por cento, a 18.542 pontos.   Continuação...