Presidente do BC do Japão diz que não há planos para adotar juros negativos agora

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016 08:29 BRST
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do banco central japonês, Haruhiko Kuroda, disse que não está pensando em adotar uma política de taxa de juros negativa no momento, sinalizando que qualquer afrouxamento monetária virá provavelmente na forma de uma expansão do seu já maciço programa de compra de ativos.

"Há prós e contras em se adotar taxa de juros negativa... O Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) não adotou uma taxa de juros negativa e, ainda assim, sua política (monetária) foi bem sucedida em estimular a economia norte-americana", disse Kuroda ao Parlamento nesta quinta-feira.

A especulação está crescente nos mercados de que o Banco do Japão pode expandir seus estímulos já na próxima revisão da política monetária na próxima semana, com os custos do petróleo despencando e deixando a inflação mais longe da sua meta de 2 por cento, o que afeta a confiança empresarial junto com as quedas dos mercados acionários.

Entretanto, Kuroda tem mantido seu otimismo com a economia japonesa, dizendo que ela continua a se recuperar moderadamente e que está ajudando a manter a inflação em uma tendência de alta.