Samarco antecipa indenização de R$ 10 mil a donos de imóveis atingidos por lama

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016 13:38 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Samarco fechou acordo com o Ministério Público de Minas Gerais e representantes de comunidades afetadas pelo rompimento da barragem da mineradora em Mariana (MG) para o pagamento de antecipação indenizatória de 10 mil reais para famílias que tinham imóveis atingidos que não eram utilizados como moradia.

A informação foi publicada nesta quinta-feira pela Samarco, joint venture da brasileira Vale em parceria com a anglo-holandesa BHP Billiton, que explicou que os valores serão pagos até 29 de fevereiro, com base nos cadastros previamente realizados destas famílias.

No acordo, também ficou definido que a Samarco indenizará os proprietários que perderam seus veículos, que receberão o valor da tabela FIPE do dia 5 de novembro de 2015, dia do rompimento, acrescido de juros e correção monetária até a data de pagamento.

Serão feitos pagamentos referentes a cerca de 35 veículos, segundo a Samarco. A empresa fará o pagamento após o proprietário entregar a documentação necessária, informou a empresa em nota enviada à imprensa.

O rompimento da barragem, considerado o pior desastre ambiental da história do Brasil, gerou uma onda de lama de rejeitos que deixou 17 mortos e diversos desabrigados, atingiu diversas cidades e poluiu o Rio Doce, que deságua no mar capixaba.

(Por Marta Nogueira)