Ações europeias sobem, impulsionadas por Draghi

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016 16:46 BRST
 

MILÃO/LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em alta nesta quinta-feira, após recuar às mínimas em 15 meses na sessão anterior, com uma sugestão de mais estímulos do presidente do Banco Central Europeu (BCE) Mario Draghi ajudando a tranquilizar os investidores depois de um início de ano turbulento.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 2,08 por cento, aos 1.294 pontos. O índice caiu 3,3 por cento para sua mínima desde outubro de 2014 na sessão anterior.

As turbulências nos mercados financeiros e preocupações com a China e outras economias emergentes vão levar a uma revisão em março da política monetária do BCE, disse nesta quinta-feira o presidente da autoridade monetária, Mario Draghi, dando força à perspectiva de mais afrouxamento.

"As palavras de Draghi ajudaram a acalmar o mercado", disse o analista chefe de mercado da Activtrades Carlo Alberto De Casa, ressaltando que a bolsa italiana teve desempenho melhor do que seus pares.

Papéis de bancos italianos se recuperaram após sofrerem fortes perdas na quarta-feira, provocadas por preocupações com empréstimos ruins e liquidez. As ações do banco Monte dei Paschi, que está em dificuldades, subiram 43 por cento após o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, buscar tranquilizar os investidores ao afirmar que o setor continua sólido, apesar do montante de empréstimos ruins.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,77 por cento, a 5.773 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,94 por cento, a 9.574 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,97 por cento, a 4.206 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 4,20 por cento, a 18.723 pontos.   Continuação...