Bom humor no exterior faz Bovespa fechar no azul, mas Petrobras e Vale pesam

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016 18:51 BRST
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou no azul nesta sexta-feira em meio à recuperação de bolsas globais e do petróleo diante da expectativa de mais estímulos econômicos na Europa. O movimento, porém, perdeu força em relação à manhã, com Petrobras e Vale devolvendo ganhos.

O Ibovespa subiu 0,83 por cento, a 38.031 pontos. Na semana, o índice caiu 1,4 por cento. O giro financeiro do pregão foi de 5,4 bilhões de reais.

Comentários do presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, corrobororam apostas de mais estímulos econômicos, ao passo que o preço do petróleo no exterior subiu cerca d 10 por cento, tornando o mercado mais propenso ao risco.

"A semana foi marcada por muita volatilidade atrelada a preocupações globais, seja desaceleração econômica da China ou a onda de vendas no mercado norte-americano. Agora termina com uma cara de alívio, mas não significa que as preocupações acabaram", disse o analista Raphael Figueredo, da Clear Corretora.

No plano doméstico, a prévia da inflação oficial abriu o ano com desaceleração, mas teve o pior resultado para janeiro e o acumulado mais alto em 12 meses desde 2003, após o Banco Central deixar a taxa básica de juros estável.

DESTAQUES:

- PETROBRAS recuou 1,27 por cento nas ordinárias e 2 por cento nas preferenciais, apesar da alta do petróleo. No melhor momento do pregão, as ações PN chegaram a subir 6 por cento. Para o economista Hersz Ferman, da Elite Corretora, o movimento mostra que o mercado não está mais dando crédito para a empresa. "Está descolando das rivais, enquanto as concorrentes sobem com o petróleo, a ação da empresa cai". Além disso, como na segunda-feira é feriado e a Bovespa ficará fechada, os investidores podem ter tentado se proteger de eventuais notícias negativas, disse ele.   Continuação...