Produção global de aço bruto registra primeiro declínio anual desde 2009

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016 17:24 BRST
 

Por Maytaal Angel

LONDRES (Reuters) - A produção global de aço bruto caiu 2,8 por cento no ano passado, marcando o primeiro declínio anual desde 2009, à medida que os produtores sofreram com a queda de demanda e enfraquecimento dos preços.

O setor visto como um termômetro da saúde econômica global teve de lidar com um excesso de oferta que enviou os preços ST-CRU-IDX no ano passado para os níveis mais baixos desde 2003, com falências e encerramentos de capacidade em todo o mundo.

Números da Associação Mundial de Aço divulgados nesta segunda-feira mostraram que a produção mundial de aço caiu para 1,623 bilhão de toneladas em 2015, com a produção na China -a principal produtora e consumidora do metal- registrou sua primeira queda em três décadas, ao cair 2,3 por cento para 803,8 milhões de toneladas.

Com o encolhimento da demanda doméstica, a China exportou um recorde de 112,4 milhões de toneladas de aço barato no ano passado, forçando outras usinas a restringir a produção.

A produção de aço na União Europeia caiu 1,8 por cento para 166,2 milhões de toneladas no ano passado, mostraram os dados, enquanto na América do Norte foi de 110,7 milhões de toneladas, queda de 8,6 por cento.

O declínio na produção global acelerou no final do ano, caindo 5,7 por cento em dezembro para 126,7 milhões de toneladas, enquanto na China caiu 5,2 por cento, para 64,4 milhões de toneladas.