Aneel nega pedido de reajuste extra em tarifas de 8 distribuidoras da CPFL

terça-feira, 26 de janeiro de 2016 10:53 BRST
 

(Reuters) - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou nesta terça-feira, em reunião de diretoria, um pedido do Grupo CPFL por uma revisão extraordinária das tarifas praticadas por suas oito distribuidoras de energia elétrica, que atendem regiões do interior de São Paulo e parte do Rio Grande do Sul.

A empresa alegou enfrentar custos maiores que os reconhecidos nas tarifas devido a fatores como a alta do dólar, que influencia a energia comprada da hidrelétrica de Itaipu. O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, disse que a agência "reconhece certo descasamento no fluxo financeiro", mas entendeu que não havia elementos suficientes para caracterizar a alta extraordinária.

(Por Luciano Costa, em São Paulo)