Bovespa renova mínima desde 2009 com fraqueza de Petrobras e tombo de JBS

terça-feira, 26 de janeiro de 2016 18:35 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou com o seu principal índice no vermelho nesta terça-feira, na volta do feriado paulistano, pressionado por ajustes a quedas de ADRs brasileiros na véspera, principalmente o recuo das ações da Petrobras, apesar da trégua do petróleo.

Também pesou o tombo de JBS, após denúncia contra executivos da holding por crime contra o sistema financeiro.

O Ibovespa caiu 1,4 por cento, a 37.497 pontos, renovando mínima desde 9 de março de 2009.

O volume financeiro do pregão somou 4,79 bilhões de reais.

Na segunda-feira, a bolsa paulista não funcionou por feriado na cidade de São Paulo, enquanto em Wall Street os ADRs (recibos de ações negociados nos Estados Unidos) de várias empresas nacionais caíram, entre eles os da Petrobras.

As ações chinesas despencaram mais de 6 por cento e bateram a mínima em 14 meses diante de persistentes preocupações sobre o crescimento economia e o ritmo da atividade global.

As bolsas em Nova York, contudo, mostraram recuperação, em meio a safra de balanços e na esteira da trégua do petróleo, com as cotações da commodity tendo fortes ganhos. O S&P 500 avançava cerca de 1 por cento.

  Continuação...