África do Sul estima queda de 25% na safra de milho de 2016 por seca

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016 14:05 BRST
 

JOHANESBURGO (Reuters) - A África do Sul deverá colher 7,44 milhões de toneladas de milho em 2016, 25 por cento menos do que o volume de 9,94 milhões de toneladas do ano passado, devido a uma forte seca, disse nesta quarta-feira uma agência governamental.

Se confirmada, a previsão indica a menor safra desde 2007, mas ficou acima da estimativa média do mercado de 6,86 milhões de toneladas, segundo uma pesquisa da Reuters com operadores.

A previsão é de uma produção de 3,27 milhões de toneladas de milho branco e 4,17 milhões de toneladas de milho amarelo, disse a agência CEC em sua primeira previsão para a nova temporada, divulgada um mês antes do habitual para ajudar a formulação de políticas públicas ante uma potencial escassez do produto.

O governo estimou que até 6 milhões de toneladas de milho precisão ser importadas neste ano, cerca de metade das necessidades do país.

Os preços domésticos de milho têm tocado máximas históricas devido à preocupação com a seca que atingiu o país no ano passado, quando foram verificados os menores níveis de chuva desde que os registros começaram em 1904.

A situação é mais preocupando para o milho branco, uma variedade utilizada como fonte básica de calorias por muitas famílias e que não é amplamente cultivada fora da região. O milho amarelo, usado para ração animal, pode ser facilmente adquirido de outros países.

(Por Ed Stoddard e Zandi Shabalala)