Indústria brasileira de máquinas deve ter 4a queda seguida no faturamento em 2016

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016 17:27 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O faturamento das fabricantes de máquinas e equipamentos no Brasil caiu 14,4 por cento no ano passado, acumulando retração de cerca de 30 por cento desde 2012 e rumando para o quarto ano seguido de contração, afirmou nesta quarta-feira a Abimaq, entidade que representa o setor.

O movimento veio na esteira da queda de 11,7 por cento no consumo aparente de máquinas e equipamentos no ano passado. Em dezembro apenas, houve uma queda de 39,9 por cento sobre mesmo mês de 2014.

"Os dados de dezembro ratificam este cenário de contração dos investimentos e apontam para mais um ano de queda", afirmou a Abimaq em nota.

Segundo a entidade, apesar da forte apreciação do dólar contra o real, as exportações do setor em 2015 caíram 16,2 por cento, a 8,03 bilhões de dólares, refletindo as incertezas econômicas, que pesaram sobre investimentos, e o fraco volume de financiamento a vendas externas. As importações somaram 18,818 bilhões de reais em 2015, 23,3 por cento inferiores a 2014. Com isso, o déficit na balança comercial do setor recuou 27,9 por cento sobre 2014, por conta da retração mais acentuada das importações.

O uso da capacidade instalada do setor caiu a 65,8 por cento em dezembro, ante 69,3 por cento um ano antes, segundo o documento.

A Abimaq informou ainda que o setor fechou o ano com 309 mil pessoas empregadas, ante 354 mil no fim de 2014, o que significa o fechamento de cerca de 45 mil postos de trabalho.

(Por Aluísio Alves)