Suzano diz que vai adquirir florestas da Eco Brasil por cerca de R$400 mi

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 07:49 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Suzano Papel e Celulose disse que a aquisição de 7,5 milhões de metros cúbicos de florestas de eucalipto em Tocantins da Eco Brasil deverá atingir montante de cerca de 400 milhões de reais, que serão pagos conforme a colheita da madeira, prevista para ocorrer substancialmente entre 2018 e 2020.

"Portanto, o Capex (investimento) total dependerá da efetiva confirmação dos volumes contratados", informou a assessoria de imprensa da companhia, que anunciou o negócio na noite de quarta-feira.

A operação tem como meta aumentar o abastecimento de madeira da Unidade Imperatriz, no Maranhão, que receberá investimentos para ampliar a capacidade de produção no âmbito do chamado "Projeto 5.1".

A Suzano pretende investir 1,1 bilhão de reais para ampliar sua capacidade de produção de celulose para 3,8 milhões de toneladas por ano, com conclusão prevista para o quarto trimestre de 2017. Em novembro, quando anunciou o investimento, que envolverá as fábricas do Maranhão e da Bahia, a empresa disse que o valor previa aumento da base florestal, assim como redução do custo caixa de produção da celulose.

O projeto deve ampliar a capacidade total de produção de celulose e de papel da empresa para 5,1 milhões de toneladas ao ano em 2018.

Segundo a Suzano, a transação com a Eco Brasil não está sujeita a nenhuma condição.

(Por Priscila Jordão)