IGP-M acelera alta a 1,14% em janeiro sob pressão generalizada

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 08:21 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) avançou 1,14 por cento em janeiro, contra alta de 0,49 por cento no mês anterior, sofrendo uma pressão maior em todos seus subíndices, informou nesta quinta-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A leitura foi pior do que a expectativa em pesquisa da Reuters com economistas, de alta de 0,95 por cento, na mediana das projeções.

A FGV informou que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, acelerou a alta a 1,14 por cento em janeiro, contra 0,39 por cento em dezembro.

Somente os preços dos Produtos Agropecuários no IPA subiram 2,17 por cento, após alta de 1,49 por cento em dezembro.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30 por cento no índice geral, avançou 1,48 por cento após subir 0,92 por cento no mês anterior.

A principal contribuição para esse resultado foi dada pelo grupo Educação, Leitura e Recreação, que acelerou a alta para 3,67 por cento contra 1,05 por cento em dezembro, pressionado sobretudo por cursos formais.

Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou alta de 0,32 por cento, contra avanço de 0,12 por cento em dezembro.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

(Por Camila Moreira)