Irã diz que preços baixos do petróleo não vão durar muito

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 11:50 BRST
 

PARIS (Reuters) - O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse nesta quinta-feira que os preços do petróleo não ficarão baixos por muito tempo, com os produtores atuando por uma retomada do equilíbrio do mercado.

"O preço do petróleo está em um nível baixo... eu não acho que isso vai durar no longo prazo", disse Rohani, cujo país é o terceiro maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), no Instituto Francês de Relações Internacionais. "A pressão sobre as nações produtoras significa que o equilíbrio vai ser recuperado no curto prazo."

O pragmático Rouhani chegou à França na quarta-feira, na segunda parte de uma visita de Estado à Europa, após três dias na Itália. O Irã tem pressionado pelo aumento de suas exportações de petróleo agora que as sanções internacionais contra o país foram retiradas.

Reiterando a posição oficial do Irã, Rouhani culpou a rival Arábia Saudita pela queda dos preços do petróleo, que caíram pela metade desde maio passado conforme a oferta global ultrapassou a demanda.

Os preços da commodity subiram na quarta-feira, depois que a Rússia, que não é membro da Opep, indicou que existe a possibilidade de cooperação com a Opep para cortar produção e elevar as cotações do petróleo, atualmente próximas de 33 dólares o barril.

Mas o ministro iraniano do petróleo Bijan Zanganeh disse que Teerã não foi procurada por Moscou para falar sobre cortes na produção de petróleo.

"Eu não recebi nada", disse Zanganeh durante reunião em Paris. Ele também adiantou que o Irã vai assinar um acordo com a petroleira francesa Total, que não quis comentar.