Fundo de petróleo da Noruega coloca investimento na Petrobras sob observação

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 14:54 BRST
 

OSLO (Reuters) - O fundo soberano da Noruega, o maior do mundo, colocou seu investimento na Petrobras em uma lista de observação por questões de ética após o envolvimento da estatal no maior escândalo de corrupção do Brasil.

O fundo de mais de 800 bilhões de dólares, encarregado da gestão dos recursos provenientes do petróleo na Noruega, disse que pode excluir a companhia de seus investimentos se não observar melhora na gestão da estatal brasileira.

"Tivemos um diálogo com as pessoas que estão implementando novos sistemas na Petrobras e não temos confiança de que isto será feito de maneira satisfatória" disse a conselheira sênior do conselho de ética Irmela van der Bijl Mysen à Reuters.

A Petrobras está lutando para cortar custos devido à queda dos preços do petróleo e ao escândalo de corrupção. A descoberta de esquemas de fixação de preços em licitações, subornos e propinas para políticos na empresa levou a Petrobras a fazer uma baixa contábil de 17 bilhões de dólares em 2015 devido a ativos sobrevalorizados.

"A administração tem que assumir uma clara responsabilidade e admitir sua parcela de culpa nos erros", disse Van der Bijl Mysen. "Isto seria um sinal de que estão levando isso a sério. Eles precisam ser muito mais claros sobre sua parcela de responsabilidade."

No fim de 2014, o fundo detinha fatia de 163 milhões de dólares na Petrobras International Finance, em Luxemburgo, e participação de 38 milhões de dólares na Petrobras Global Finance, na Holanda, segundo o relatório anual do fundo.

(Por Stine Jacobsen e Joachim Dagenborg em Oslo; reportagem adicional por Silvio Cascione en Brasília)