CMN muda regra de exigibilidade de bancos públicos e amplia em R$2 bi recursos para agricultura

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 18:49 BRST
 

(Reuters) - O Conselho Monetário Nacional (CMN) alterou nesta quinta-feira as regras para o cálculo das exigibilidade sobre depósitos à vista dos bancos públicos, em medida que irá ampliar os recursos destinados à agricultura em 2 bilhões de reais, sendo 1 bilhão de reais neste semestre.

De acordo com a resolução, os bancos públicos passam a ser obrigados a direcionar para a agricultura 34 por cento do saldo dos depósitos à vista dos recursos dos respectivos governos e de autarquias e empresas de economia mista com participação majoritária estatal.

Para preservar a estrutura de liquidez dos bancos sujeitos à nova regra, o CMN determinou que a medida passa a vigorar de forma escalonada a partir de primeiro de fevereiro, e será concluída em 1 de junho.

(Por Bruno Federowski e César Raizer)