Bovespa salta 4,6% com exterior e volta aos 40 mil pts, mas recua no mês

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 18:59 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou com alta de mais de 4 por cento nesta sexta-feira, voltando aos 40 mil pontos, após três pregões seguidos no azul, diante de fortes ganhos de bolsas no exterior.

No mês, contudo, o Ibovespa contabilizou perda de 6,8 por cento, pressionado pela elevada volatilidade nos mercados globais com preocupações sobre a China e petróleo, além do quadro econômico e político local ainda recheado de incertezas.

Nesta sexta-feira, o Ibovespa subiu 4,6 por cento, a 40.405 pontos, na primeira vez que fechou acima 40 mil pontos em três semanas.

O volume financeiro da sessão somou 7,6 bilhões de reais, acima da média do mês, de 5,1 bilhões de reais.

Na semana mais curta por causa do feriado em São Paulo na segunda-feira, o índice de referência do mercado acionário brasileiro acumulou alta de 6,2 por cento.

"Após um mês extremamente volátil e negativo para os mercados globais, a sexta-feira foi ajudada pela forte recuperação de bolsas internacionais, com destaque para o S&P 500", disse o gestor Eduardo Roche, da Canepa Asset Management.

"Mas é importante estar ciente de que as preocupações com um ciclo de crescimento mundial mais modesto e os desafios e problemas políticos e econômicos locais continuam e ainda prometem manter a volatilidade para os próximos meses."

No exterior, o banco central do Japão surpreendeu e cortou os juros nesta sexta-feira, levando a taxa para o território negativo, enquanto o crescimento menos robusto do Produto Interno Bruto dos EUA endossou expectativas de uma postura mais branda do Federal Reserve, o banco central norte-americano, em relação aos juros.   Continuação...