Norueguesa Scatec compra fatia em usinas solares no Piauí

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016 13:01 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A norueguesa Scatec Solar assinou contrato com a espanhola Gransolar para comprar uma fatia majoritária em duas usinas solares fotovoltaicas que serão construídas no Piauí, em um total de 78 megawatts em potência instalada, segundo comunicado da companhia nesta segunda-feira.

Os projetos foram viabilizados pela Gransolar em leilão promovido pelo governo federal em agosto de 2015 e deverão exigir um investimento de 418 milhões de reais.

A Scatec terá 70 por cento nas usinas e a Gransolar ficará com os 30 por cento restantes. As companhias não informaram o valor da transação.

A construção das usinas está prevista para ter início no primeiro trimestre de 2017, pouco antes da data estimada para começo da geração de energia, em agosto do mesmo ano.

O presidente da Scatec Solar, Raymond Carlsen, destacou também em nota que a aquisição representa a entrada da empresa em um mercado promissor.

"O mercado solar no Brasil tem um potencial significativo no longo prazo e queremos fazer parte do desenvolvimento desse mercado. A Noruega e o Brasil têm fortes relações bilaterais com alianças profundas em diversas indústrias e com esses primeiros projetos acreditamos que a Scatec Solar está bem posicionada para participar nesse mercado daqui em diante", disse.

As usinas no Piauí deverão gerar anualmente cerca de 164 mil megawatts-hora, segundo as empresas, o que representa uma receita anual de 55 milhões de reais.

A Scatec Solar atua no desenvolvimento e operação de usinas solares, já tendo instalado cerca de 600 megawatts em projetos. Atualmente, a companhia opera usinas na República Tcheca, África do Sul, Estados Unidos, Ruanda e Honduras, além de ter projetos em construção na Jordânia.

(Por Luciano Costa)