Bovespa tem maior queda diária desde 2011 por cena externa e balanços locais

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016 19:22 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou com a maior queda percentual desde agosto de 2011, abaixo dos 39 mil pontos, com cenário externo negativo e frustração com resultados e perspectivas de Itaú Unibanco e Cielo corroborando um movimento de realização de lucro, após quatro pregões de alta.

O Ibovespa caiu 4,87 por cento, a 38.596 pontos, depois de ter acumulado ganhos de 8,2 por cento nos quatro pregões anteriores. O volume financeiro somou 6,39 bilhões de reais.

Em Wall Street, o S&P 500 recuou 1,87 por cento, conforme o declínio acentuado do petróleo exacerbou temores sobre a saúde da economia global, levando investidores a buscarem ativos considerados seguros.

De acordo com o gestor Joaquim Kokudai, da JPP Capital, o viés do mercado financeiro global tem prevalecido como influência na bolsa paulista, com destaque para movimento do petróleo, que nesta sessão pesou negativamente.

No quadro local, a pressão veio da divulgação de estimativas do Itaú Unibanco, que preocuparam investidores.

DESTAQUES

  Continuação...