Wall Street cai 2% por desempenho da Exxon Mobil e pressão do petróleo

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016 20:20 BRST
 

(Reuters) - As ações norte-americanas caíram nesta terça-feira após outra perda acentuada nos preços do petróleo e uma estimativa de investimentos decepcionante da Exxon Mobil.

O índice Dow Jones recuou 1,8 por cento, a 16.153 pontos; o S&P 500 caiu 1,87 por cento, a 1.903 pontos e o Nasdaq Composite perdeu 2,24 por cento, a 4.516 pontos.

As ações da Exxon caíram em 2,2 por cento, para 74,59 dólares, após a gigante de petróleo divulgar seu menor lucro trimestral em mais de uma década, estimando uma queda de 25 por cento nos gastos com capital ante os níveis de 2015 e suspendendo recompras de ações.

O índice de energia S&P caiu 3,3 por cento, a maior queda do S&P 500. Os contratos futuros do Brent e do petróleo nos EUA caíram, com diminuição das esperanças de um acordo entre Opep e Rússia para reduzir a produção.

Sobre a Exxon, "não apenas os ganhos desapontaram as pessoas, mas o fato de que reduziram tanto os investimentos e suspenderam o programa de recompra de ações. É um bom indicativo de que mais uma grande companhia de petróleo não está vendo melhora no ambiente", disse Michael O'Rourke, estrategista-chefe de mercado da JonesTrading, em Greenwich, Connecticut.

O índice S&P 500 acumula queda de 6,9 por cento desde o início do ano. Investidores têm se preocupado com a desaceleração econômica global liderada pela China, com dados econômicos moderados nos EUA, com o ritmo de alta de juros pelo Federal Reserve e com a fraqueza dos lucros corporativos.

O lucro das empresas que compõem o S&P 500 devem cair 4,4 por cento no quarto trimestre ante o ano anterior, de acordo com dados da Thomson Reuters.

(Por Caroline Valetkevitch; reportagem adicional por Tanya Agrawal e Lewis Krauskopf)