Pressionado por alimentos, IPC-Fipe acelera alta a 1,37% em janeiro

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016 07:44 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo encerrou janeiro com alta de 1,37 por cento, após avançar 0,82 por cento em dezembro, pressionado por alimentos, informou nesta quarta-feira a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O resultado ficou em linha com a expectativa em pesquisa da Reuters.

Segundo a Fipe, o maior impacto em dezembro foi exercido pelo grupo Alimentação, que após alta de 2,36 por cento dos preços exerceu peso de 0,5732 ponto percentual.

Também tiveram impacto importante no mês passado os preços de Transportes, que subiram 2,19 por cento, com peso de 0,3192 ponto percentual, e Educação, com alta de 7,62 por cento e peso de 0,2390 ponto.

O IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos.

(Por Camila Moreira)