Presidente do BC do Japão se diz pronto para mais medidas para estimular inflação

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016 09:14 BRST
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, disse que o banco tem um espaço amplo para expandir os estímulos ainda mais, e que está preparado para cortar os juros ainda mais fundo no território negativo, sinalizando prontidão para agir novamente para atingir sua ambiciosa meta de inflação.

Mesmo após lançar o que ele descreveu como sendo "a mais poderosa estrutura de política monetária na história dos bancos centrais modernos", Kuroda disse que ele continua aberto à criação de novos meios de reviver a economia, se as ferramentas existentes não funcionarem.

"Se julgarmos que as medidas existentes em nossa caixa de ferramentas não são suficientes para atingir (nossa) meta, o que temos que fazer é criar novas ferramentas", disse Kuroda em um discurso nesta quarta-feira.

"Estou convencido de que não há limite para medidas de afrouxamento da política monetária", disse.

O presidente do banco central japonês disse que, apesar da economia estar se recuperando moderadamente, está demorando muito mais do que o esperado para alcançar a meta de inflação de 2 por cento devido à queda dos custos da energia.