Governo aprova desligamento de 2 mil MW em térmicas a partir de março

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016 19:41 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) aprovou nesta quarta-feira o desligamento de 2 mil megawatts em térmicas de custo de geração mais alto a partir de 1º de março, anunciou o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga.

Em entrevista a jornalistas, ele disse que o desligamento de térmicas vai afetar usinas com custo de operação superior a 420 reais por MWh. A medida será possível devido a melhores condições hidrológicas no sistema, o que permitirá uma redução de custos de geração de 7 bilhões de reais este ano.

A informação confirma notícia publicada pela Reuters, com base em uma fonte com conhecimento direto do assunto, de que o governo anunciaria esta semana o desligamento de usinas termelétricas.

(Por César Raizer)