Bradesco aprova aumento de capital de R$8 bi com reservas de lucros e bonificação em ações

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016 20:40 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Conselho de Administração do Bradesco propôs nesta quarta-feira um aumento de capital social de 8 bilhões de reais com reservas de lucros e bonificação de ações, depois de ter cancelado uma operação de 3 bilhões de reais mais cedo nesta quarta-feira.

A medida, que ainda será deliberada por acionistas em assembleia em 10 de março, terá emissão de 504.872.885 novas ações, sendo 252.436.456 ordinárias e 252.436.429 preferenciais. Estes papéis serão atribuídos gratuitamente aos acionistas na proporção de 1 nova ação para cada 10 ações da mesma espécie.

O custo para o Bradesco na operação será de 15,845572693 por papel bonificado, disse o banco em fato relevante.

Com mais ações em circulação, a instituição acredita que "pode gerar incremento nos negócios e possibilitar ajuste na cotação, tornando o seu preço unitário mais atrativo e acessível a um maior número de investidores", afirmou no documento.

Mais cedo nesta quarta-feira, o banco cancelou aumento de capital de 3 bilhões reais por meio de subscrição particular de ações. A volatilidade do mercado motivou a decisão.

O Bradesco disse que será mantido o pagamento de juros sobre capital próprio mensais no valor bruto de 0,017249826 real por ação ordinária e 0,018974809 real por papel preferencial aos acionistas.

(Por Juliana Schincariol)