Criação de vagas de trabalho nos EUA deve ter desacelerado em janeiro

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016 07:19 BRST
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de empregos nos Estados Unidos provavelmente desacelerou em janeiro conforme diminuiu o impulso das contratações criado pelo clima atipicamente ameno, mas uma esperada retomada dos salários e uma taxa de desemprego estável vão sugerir que a recuperação do mercado de trabalho continua firme.

A criação de vagas fora do setor agrícola provavelmente atingiu 190 mil no mês passado, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas.

Embora isso represente uma forte queda ante as 292 mil vagas criadas em dezembro e a média de 284 mil por mês no quarto trimestre, vai refletir o fato de o aumento das contratações em setores sensíveis ao clima, como o de construção, terem ocorrido por conta das temperaturas mais quentes em anos.

"O crescimento do emprego tem ficado acima da tendência nos últimos três meses", disse Dana Saporta, economista do Crédit Suisse. "É razoável esperar um ritmo mais lento de crescimento nos dados de janeiro. Qualquer coisa próximo da previsão vai fornecer mais evidência de que o mercado de trabalho ainda está bastante forte."

Mas sendo divulgado na esteira de uma abrupta desaceleração do crescimento econômico no quarto trimestre e da forte queda do mercado acionário, o relatório do Departamento do Trabalho pode ampliar as preocupações de que o cenário econômico dos EUA estaria se deteriorando.

Os dados serão divulgados às 11:30 (horário de Brasília) desta sexta-feira .