Gol suspende operações para Caracas devido a problemas na remessa de recursos

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016 19:43 BRST
 

Por Jeb Blount

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Gol Linhas Aéreas Inteligentes suspendeu as operações para a capital da Venezuela, Caracas, até que seja resolvida uma disputa sobre a transferência de dinheiro para fora do país e de volta ao Brasil, disse a empresa em um comunicado nesta terça-feira.

O dinheiro tem sido mantido na Venezuela devido aos restritos controles cambiais do país, sistema que vem afetando também outras companhias aéreas.

As empresas aéreas têm cerca de 3,9 bilhões de dólares em recursos presos na Venezuela, segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês).

O governo exige que todos os bilhetes sejam vendidos em moeda local, mas torna difícil para as empresas converter as receitas locais em dólares.

"A Gol informa que suspendeu temporariamente sua operação em Caracas, na Venezuela, até que a questão da remessa dos recursos da companhia no país seja resolvida. Os clientes impactados estão sendo reacomodados em voos de outras aéreas e recebendo toda a assistência necessária", disse a empresa.

A Gol não deu uma estimativa de quanto tempo as negociações sobre as transferências e a suspensão no serviço durariam.