Índice europeu de ações interrompe 7 dias de quedas com recuperação do Deutsche Bank

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016 15:58 BRST
 

Por Sudip Kar-Gupta e Danilo Masoni

LONDRES/MILÃO (Reuters) - O principal índice das ações europeias fechou em alta nesta quarta-feira, interrompendo sequência de sete quedas seguidas e após atingir a mínima em dois anos na sessão anterior, amparado em resultados corporativos sólidos e na recuperação do Deutsche Bank de mínimas de 30 anos.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,78 por cento, aos 1.241 pontos, após chegar a subir 2,9 por cento mais cedo na sessão. Na véspera, o índice caiu 1,6 por cento, para a mínima desde setembro de 2013.

Os ganhos foram ligeiramente reduzidos após a chair do Federal Reserve, Janet Yellen, dizer que o banco central dos Estados Unidos deve ser capaz de gradualmente ajustar a política monetária graças à força da economia dos EUA, apesar das crescentes preocupações sobre a resiliência do crescimento global.

As ações do Deutsche Bank subiram 10,2 por cento após o Financial Times informar que o banco estava considerando recomprar bilhões de euros de sua dívida, em uma tentativa de recuperar o valor de seus ativos.

Os bancos italianos também tiveram fortes altas, com as ações do Intesa Sanpaolo, UniCredit, Banco Popolare e Popolare Milano subindo entre 9 e 14 por cento. As altas foram motivadas por expectativas de que uma reunião de gabinete sobre bancos possa relaxar regras de demissões que podem ajudar a estimular a consolidação.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,71 por cento, a 5.672 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,55 por cento, a 9.017 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,59 por cento, a 4.061 pontos.   Continuação...