Indonésia autoriza retomada de exportações de cobre pela Freeport

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016 19:59 BRST
 

JACARTA (Reuters) - A Indonésia concedeu nesta quarta-feira uma nova permissão de exportações de seis meses para a Freeport-McMoRan, uma das maiores empresas de mineração de cobre do mundo, encerrando uma paralisação de quase duas semanas devido a uma disputa sobre pagamentos para uma nova fundição.

O acordo é um alívio para ambos os lados, uma vez que uma interrupção prolongada nas exportações teria atingido os lucros da gigante de mineração dos EUA e negado ao governo da Indonésia uma receita desesperadamente necessária de uma de suas maiores contribuintes.

No mercado global de cobre, os preços caíram para próximos das mínimas em uma quinzena nesta quarta-feira, parcialmente por preocupações com excesso de oferta acentuadas pela decisão sobre as exportações da Freeport.

"A permissão de exportações foi emitida", disse o diretor de mineração para o Ministério do Comércio, Didi Sumedi, à Reuters, com a Freeport autorizada a vender até 1.033.758 toneladas de cobre nos próximos 6 meses. A permissão expira em 8 de agosto.

A Freeport foi forçada a interromper as exportações no mês passado após o governo exigir que a companhia pagasse primeiramente um depósito de 530 milhões de dólares para uma fundição antes de renovar a licença.

A Indonésia quer o depósito como uma garantia de que a empresa sediada em Phoenix, no Arizona, completará a construção de outra fundição local. A Freeport separou 80 milhões de dólares para a fundição em julho de 2015 para obter a atual permissão de exportações.

(Por Bernadette Christina Munthe; reportagem adicional por John Chalmers, Kanupriya Kapoor e Fergus Jensen)