Edenred diz que crescimento será afetado por recessão no Brasil

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016 07:35 BRST
 

PARIS (Reuters) - A fornecedora de vouchers e cartões pré-pagos francesa Edenred disse nesta quinta-feira que o crescimento neste ano deve ficar próximo ao piso da faixa de 8 a 14 por cento que forneceu como meta porque a economia brasileira não tem mostrado sinais de recuperação.

A dona da marca Ticket Restaurante disse que o lucro de 2015 antes de juros e impostos (Ebit, na sigla em inglês) chegou a 341 milhões de euros, queda ante os 343 milhões de euros em 2014, mas alta de 9,7 por cento em uma base ajustada.

A Edenred, que compete com Sodexo e Compass, assim como com as redes de cartões de crédito MasterCard e Visa, recebe cerca de 50 por cento de seu lucro operacional do Brasil.

A exposição da Edenred ao Brasil, onde a agitação política e econômica afetou a confiança do investidor, e a partida inesperada do ex-presidente do Conselho de Administração e ex-presidente-executivo Jacques Stern, derrubou suas ações em 24 por cento no ano passado.

O novo presidente do Conselho e presidente-executivo, Bertrand Dumazy, está no cargo desde outubro. No mês passado, a Edenred revelou planos de se expandir no Brasil por meio de uma joint-venture com a Embratec que dobrará o tamanho de seu negócio de cartões para combustíveis no país.

(Por Dominique Vidalon)