BCE considera acabar com cédula de 500 euros

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016 14:42 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) está considerando abandonar a cédula de 500 euros, disse nesta segunda-feira o presidente do banco, Mario Draghi, descrevendo a nota usada pelos poupadores para guardar bilhões de euros como um instrumento também usado por criminosos.

Draghi disse que os poupadores não serão penalizados e podem usar notas de 200 euros.

"As pessoas vão continuar guardando notas de 200 euros", disse Draghi ao Parlamento Europeu, dizendo que autoridades estão considerando a ação.

"A cédula de 500 euros está sendo vista cada vez mais como um instrumento para atividades ilegais", disse. "O que não tem nada a ver com reduzir o dinheiro."

A quantidade de dinheiro na zona do euro cresceu em mais de 1 trilhão de euros no ano passado, com quase 30 por cento entesourado em notas de 500 euros, refletindo temores sobre os bancos e também a exasperação com os baixos retornos das poupanças.

(Reportagem por Balazs Koranyi e John O'Donnell)