Embraer vê 1.570 novas entregas de jatos de 70-130 assentos na Ásia Pacífico em 20 anos

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016 09:33 BRST
 

(Reuters) - A Embraer informou que projeta 1.570 novas entregas de jatos com capacidade para entre 70 e 130 assentos na região Ásia Pacífico nos próximos 20 anos, no valor de 75 bilhões de dólares a preços de lista, ou 25 por cento da demanda mundial para o segmento no período.

A Embraer disse ver oportunidades inexploradas na Ásia-Pacífico, onde mais de 250 mercados, ou 30 por cento dos mercados exclusivos de narrow-bodies (fuselagem estreita), são servidos com menos de uma frequência diária.

A empresa disse que nas próximas duas décadas todo o mercado vai demandar 6.350 novos jatos da categoria, que é avaliada em 300 bilhões de dólares no período.

A substituição de frotas mais antigas é vista como outra oportunidade na região, onde existem mais de 250 jatos na categoria de 50 a 150 assentos com mais de 10 anos de idade, que se tornarão alvos para substituição no futuro próximo, disse a Embraer.

A empresa também anunciou nesta terça-feira acordo de longo prazo com a chinesa Colorful Guizhou Airlines, para o programa de peças de reposição, no qual fornecerá um pacote de componentes à sua frota de jatos E190.

A Colorful Guizhou Airlines tem pedido para até 17 aeronaves E190 com a Embraer. Duas já foram entregues e entraram em operação em dezembro.

Segundo a fabricante brasileira, trata-se do primeiro contrato da Embraer para este programa para a aviação comercial na China.

 
Funcionários trabalham na montagem de jatos Embraer Legacy 500 em São José dos Campos. 23/09/2015 REUTERS/Roosevelt Cassio