Petrobras tem negociações intensas sobre parcerias para investimentos, diz Bendine

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016 18:31 BRST
 

Por Luciano Costa

SANTOS (Reuters) - Em dificuldades diante dos baixos preços do petróleo e de um elevado endividamento, a Petrobras está em negociações intensas sobre a possibilidade de parcerias para realizar investimentos em campos petrolíferos no futuro, e já conta com recursos para os aportes programados para este ano, afirmou nesta terça-feira o presidente da companhia, Aldemir Bendine.

"Possibilidade de parcerias, coisas do gênero, sempre existe, mas nosso foco permanece no pré-sal. Acho que você tem ene modelos de trabalhar nesse sentido, e há capacidade da empresa de fazer parcerias na exploração de um determinado campo, onde um parceiro possa carregar investimentos nesse campo", afirmou Bendine a jornalistas, durante evento em Santos (SP).

O executivo não entrou em detalhes sobre a possibilidade em estudo. "Não vou me precipitar em relação a isso, até porque são negociações intensas."

Bendine garantiu, no entanto, que a Petrobras tem recursos já reservados para investimentos neste ano.

Em seu último plano, a Petrobras projetou investimentos de 20 bilhões de dólares em 2016, ante 23 bilhões estimados para 2015.

Sem citar números, ele afirmou que o plano de venda de ativos em curso na estatal tem como principal objetivo reduzir a dívida, e não a obtenção de recursos para os aportes.

Para este ano, a empresa espera arrecadar mais de 14 bilhões de dólares com a venda de ativos.

"Os desinvestimentos... estão muito mais voltados a uma condição de melhor equalização da dívida do que com relação a investimento... a gente já tem no nosso orçamento a capacidade de investimento programada para este ano e será divulgada brevemente no nosso novo Plano de Negócios."   Continuação...

 
Presidente-executivo da Petrobras, Aldemir Bendine, em coletiva de imprensa no Rio de Janeiro. 28 de janeiro de 2016. REUTERS/Sergio Moraes