China promete estabilidade econômica antes de reunião do G20 e do Parlamento

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 08:00 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - Autoridades chinesas encerraram o feriado do Ano Novo Lunar com uma mensagem coletiva para investidores nervosos tanto no país quanto no exterior: Pequim colocará um limite para a economia em desaceleração, vai manter sua moeda estável e garantir que o emprego permaneça estável mesmo que as indústrias passem por reestruturação.

A série de garantias foi feita antes de dois eventos políticos de alto nível para a China: uma reunião de chefes de Finanças do G20 em Xangai neste mês e o encontro do próximo mês do Legislativo chinês --onde o próximo plano de desenvolvimento econômico de cinco anos será finalizado.

"Os fundamentos econômicos da China não mudaram", disse a repórters em Pequim nesta quarta-feira Zhao Chenxin, porta-voz da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, principal órgão de planejamento econômico do país. "A economia manterá uma taxa de crescimento de média a alta."

"O status da China de maior detentora de reservas cambiais do mundo não mudou, o superávit comercial de larga escala não mudou e o progresso constante na internacionalização do iuan não mudou", disse Zhao.

(Reportagem de Kevin Yao e Ryan Woo)