Credit Agricole promete retornos estáveis com mudança em estrutura acionária

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 08:58 BRST
 

PARIS (Reuters) - O Credit Agricole revelou planos para simplificar sua criticada estrutura acionária nesta quarta-feira, e a promessa de retornos estáveis a investidores e uma base de capital sólida levantava as ações do banco francês.

O presidente-executivo do Credit Agricole, Philippe Brassac, disse que o plano encerrará o criticismo de analistas, acionistas e reguladores de que as participações cruzadas entre sua entidade listada e seus bancos cooperativos controladores drena o capital.

"Queremos encerrar esse paradoxo insustentável de sermos um banco grande e bem capitalizado enquanto dúvidas permanecem sobre a fragilidade do capital da estrutura listada", disse Brassac.

A reforma, com a meta de reduzir sua complexidade, focaria o Credit Agricole principalmente na gestão de ativos, seguros e banco de investimento, enquanto reduz a fatia de operações de banco de varejo no seu lucro líquido recorrente para 20 ante 36 por cento, com base nos resultados de 2015.

Dando os detalhes do plano anunciado no mês passado, o banco disse que sua entidade listada venderá sua fatia de 25 por cento nos bancos controladores de volta para eles por 18 bilhões de euros. A entidade listada repagaria 5 bilhões de euros aos bancos controladores para desfazer um mecanismo de garantia dentro do grupo e emprestaria a eles 11 bilhões de euros em 10 anos para financiar a operação.

O banco também divulgou que seu lucro líquido subiu 27,5 por cento no quarto trimestre na comparação anual, para 882 milhões de euros, superando a estimativa média em pesquisa da Reuters de 692 milhões.