Lucro do ABN Amro no 4º tri cai 32% por impostos

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 09:22 BRST
 

AMSTERDÃ (Reuters) - O ABN Amro, maior banco holandês, disse nesta quarta-feira que seu lucro líquido recorrente do quarto trimestre caiu 32 por cento ante um ano antes, a 272 milhões de euros, atingido por custos regulatórios e impostos.

O dado ficou abaixo da previsão consensual para o lucro líquido de 304 milhões de euros entre analistas consultados pela Thomson Reuters.

Em seu primeiro relatório de resultados desde sua listagem acionária em 20 de novembro, o ABN disse que o cenário econômico na Holanda, onde realiza 80 por cento de seus negócios, permanece positivo.

As provisões para empréstimos podres caiu em cerca de um terço para 124 milhões de euros.

O presidente-executivo, Gerritt Zalm, disse em comunicado que o banco espera estar relativalmente isolado da turbulência em mercados globais em 2016, dada a perspectiva positiva para a Holanda e a posição do banco no país, mas não fez nenhuma previsão específica.

As ações da companhia caíram com força desde dezembro, e fecharam na terça-feira a 17,04 euros, 4 por cento abaixo de seu preço na listagem de 17,75 euros.

(Por Toby Sterling)