Mercado projeta nova mínima nos estoques certificados de café arábica

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 19:24 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Os processadores de café arábica estão recorrendo cada vez mais aos estoques de armazéns certificados para torrefação, disseram operadores, em vez de comprar oferta fresca de grandes produtores, devido a preocupações sobre o tempo seco na Colômbia encarecendo os grãos.

Operadores disseram que esperam que os estoques certificados de café arábica toquem mínimas recordes de 3 anos e meio, porque os prêmios em produtores líderes permanecem elevados.

Os estoques de café certificados em Nova York estavam em cerca de 1,6 milhão de sacas em meados de fevereiro, uma queda ante os 1,9 milhão de sacas no fim do outubro.

O café arábica Excelso colombiano foi cotado em 15 centavos de dólar acima dos contratos futuros, uma alta ante os 13,25 centavos acima dos futuros duas semanas atrás, sustentado por preocupações climáticas em relação ao desenvolvimento da safra.

Os prêmios do arábica da Guatemala permanecem altos, negociados a 50 centavos de dólar acima dos contratos futuros, o de Honduras estava 12 centavos de dólar acima e o peruano 10 centavos de dólar acima, inalterados ante duas semanas atrás.

"Se os estoques certificados diminuem lentamente, isto não é um problema para o mercado", disse um operador europeu sênior. "No entanto, uma queda enorme poderia causar pânico ao mercado".

(Por David Brough)