Ações chinesas têm leve queda com realização de lucros em meio a expectativas de estímulos

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 07:47 BRST
 

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - A recuperação dos mercados acionários chineses mostrou sinais de esgotamento nesta quinta-feira, com os principais índices devolvendo ganhos iniciais e fechando com pequenas quedas, com a realização de lucros ameaçando acabar com o otimismo alimentado por esperanças de estímulos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,31 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,16 por cento.

Dados da inflação de janeiro da China mostraram pouca melhora da atividade econômica, destacando a necessidade de mais suporte da política monetária.

Já no restante da região as ações subiram com mais ganhos do petróleo, em meio às esperanças de que grandes produtores vão limitar sua produção, melhorando o apetite por ativos de maior risco.

O índice Nikkei do Japão continuou a se recuperar da mínima de 16 meses atingida na semana passada, subindo 2,3 por cento e ignorando a maior queda nas exportações domésticas desde 2009.

Às 7:44 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 1,89 por cento, afastando-se ainda mais da mínima de três semanas atingida na semana passada, quando uma ampla queda do apetite por risco em meio a preocupações com o setor bancário da zona do euro deprimiu as ações globalmente.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,28 por cento, a 16.196 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 2,32 por cento, a 19.363 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,16 por cento, a 2.862 pontos.   Continuação...