Diretor do BC diz que não há espaço para flexibilização das condições monetárias

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 15:10 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O diretor de Política Monetária do Banco Central, Aldo Mendes, afirmou nesta quinta-feira que, avaliando tanto sinais do cenário externo quanto do doméstico, não há espaço para flexibilização das condições monetárias, e que a manutenção da vigilância pelo BC é fundamental para fortalecer o cenário de convergência da inflação para a meta em 2017.

"Dessa feita, o Banco Central perseguirá o objetivo de circunscrever a inflação aos limites estabelecidos pelo Conselho Monetário Nacional, em 2016, e fazer convergir a inflação para a meta de 4,5 por cento, em 2017", afirmou Mendes ao participar de conferência do Goldman Sachs em São Paulo.

(Por Marcela Ayres)