China demite regulador de valores mobiliários após turbulência em mercados

sábado, 20 de fevereiro de 2016 10:47 BRST
 

Por Adam Jourdan

XANGAI (Reuters) - A China removeu o chefe de sua agência reguladora de valores mobiliários após um turbulento período nos mercados acionários do país, e indicou em seu lugar um alto executivo do setor bancário, à medida que líderes do país buscam restaurar a confiança na economia.

O anúncio, divulgado pela agência pública de notícias Xinhua, no sábado, segue uma série de ações tomadas por líderes chineses após o feriado local do Ano Novo lunar, a fim de tratar de sua economia em desaceleração e estabilizar as flutuações de sua moeda. 

A Xinhua disse que Xiao Gang, presidente do conselho da Comissão Regulatória de Valores Mobiliários da China, havia sido substituído por Liu Shiyu, presidente do conselho do Banco Agrícola da China (AgBank) e ex-vice-governador do banco central. 

“A saída de Xiao não é uma surpresa após o recente desastre no mercado acionário. Este é um cargo vulnerável a críticas públicas porque a maioria dos investidores chineses de varejo devem perder dinheiro com tal mercado”, disse Zhang Kaihua, um gerente de fundos baseado em Nanjing.

A Reuters não pôde contatar imediatamente a comissão nem o AgBank para comentar sobre o assunto. 

Xiao e a comissão foram criticados após os mercados de ações de Xangai e Shenzhen terem caído até 40 por cento em apenas alguns meses.