Parlamento grego aprova pacote de justiça social de Tsipras

sábado, 20 de fevereiro de 2016 16:59 BRST
 

ATENAS (Reuters) - O parlamento grego aprovou neste sábado um pacote legislativo que prevê seguro saúde para cidadãos vulneráveis e oferece empregos municipais para desempregados, em uma tentativa do governo de mitigar o impacto de medidas de austeridade sobre os mais pobres do país.

O premiê, Alexis Tsipras, que voltou atrás com promessas de encerrar o programa de austeridade no país e foi forçado a assinar um novo pacote de resgate à Grécia no verão passado, foi reeleito em setembro sob promessas de implementar reformas prescritas pela União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

O pacote de justiça social veio como forma de amenizar críticas que afirmam que as reformas implementadas pelo parlamento sob o terceiro programa de resgate da Grécia foram muito duras.

Milhares de gregos foram às ruas em fevereiro para protestar contra uma reforma no sistema de aposentadorias que eleva as contribuições e elimina benefícios para pensionistas de baixa renda.

O plano afeta principalmente profissionais liberais e agricultores, que estão usando bloqueios em estradas como forma de protesto há semanas.

O governo grego foi forçado em dezembro a desistir de um projeto enviado ao parlamento para reduzir a "crise humanitária", depois que credores internacionais do país ameaçaram a retirada de fundos de resgate em protesto por não terem sido propriamente consultados.

O parlamento grego aprovou partes da legislação via decreto nos meses seguintes e o restante foi aprovado neste sábado. Autoridades gregas afirmam que credores internacionais aceitaram o pacote social.

Um jornal grego publicou neste sábado que os credores europeus da Grécia estão trabalhando em um plano para oferecer ao país alívio gradual de suas dívidas sob condição de adotar reformas adicionais até 2022.