OIA eleva previsão de déficit global de açúcar e preços disparam em NY

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016 12:49 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A Organização Internacional do Açúcar (OIA) elevou nesta terça-feira sua previsão de déficit no mercado global em 2015/16 (outubro/setembro) para 5 milhões de toneladas, ante previsão feita em novembro de déficit de 3,5 milhões.

A OIA, com sede em Londres, estimou um excedente global de 2,3 milhões de toneladas em 2014/15.

A organização intergovernamental elevou o déficit com expectativa de produção menor principalmente em países como Índia e Tailândia, além de Brasil e União Europeia.

A revisão, que se segue a outra previsão de déficit maior realizada pela consultoria F.O.Licht, na sexta-feira, teve um impacto imediato sobre os preços do açúcar, com o primeiro contrato subindo mais de 7 por cento.

A OIA disse esperar que a produção global de açúcar em 15/16 atinja 166,8 milhões de toneladas, ante 171,2 milhões em 2014/15.

"Embora 2015/16 deva ser a terceira temporada consecutiva da contração da produção global, pela primeira vez desde 2008/09 a queda de produção é tão pronunciada, excedendo 4 milhões de toneladas", disse.

O economista sênior da OIA Sergey Gudoshnikov disse que reduziu suas estimativas para a produção no segundo maior produtor global, a Índia, em 500 mil toneladas, e na Tailândia, segundo exportador do mundo atrás do Brasil, em 650 mil toneladas.

A OIA também cortou suas projeções de produção para a UE e o Brasil, mas elevou as previsões de produção para a Rússia, Estados Unidos e Ucrânia, acrescentando que espera um crescimento menor do consumo.

A instituição disse esperar que o crescimento do consumo mundial em 2015/16 será de 1,75 por cento, abaixo da média de 2,01 por cento de 10 anos. O consumo mundial foi estimado em 171,9 milhões de toneladas em 2015/16.

Analistas estão reduzindo as previsões a produção de açúcar para a Índia e na Tailândia por causa das taxas de produtividades afetadas pela seca.

(Por David Brough)